Acessos: 3095 3095

Aconteceu entre os dias 07 e 31 de julho, no Centro de Artes e Criatividade Iracema Trinco Ribeiro, Guarapuava – PR, a exposição Espelho da Arte, reunindo 26 quadros pintados a óleo sobre tela, por Pe. Kristoforus Muit, o mesmo de origem Indonesiana, sacerdote da Congregação do Verbo Divino, e, também com 28 peças artesanais trabalhadas em mosaico em vidro, confeccionadas pela Sra. Ivete Terezinha Zanlorenzi Bohaczuk, ambos pertencentes à Paróquia Santa Terezinha da mesma cidade. A exposição por estar presente num local histórico de nossa cidade, apesar de ser realizado em um mês no qual várias pessoas estão de férias, contou com um público bem diversificado, vários Estados e entidades, dentre eles: padres da cidade, confrades, amigos paroquianos, Escolas Municipais, Grupo da 3ª Idade do Foz do Areia, SESC, Escola Rural Rio das Pedras, pessoas do Estado de São Paulo-SP, Minas Gerais-MG, Canadá, Texas (USA), várias regiões do Paraná, Florianópolis-SC, Aracaju-SC e demais cidadãos da cidade que prestigiaram este belíssimo trabalho, dados estes conforme o livro de presença do local, relatado pela sra. Eloiza Lopes de Andrade Horst, secretária do Centro de Artes.
A exposição relatou a diversificação da arte pintada por Pe. Kristo (popularmente chamado), que pode através de seus quadros mostrar em detalhes e cores vibrantes as bailarinas da cultura indonesiana, a realidade dos fatos sociais presentes em nosso cotidiano, como o catador de papel; das culturas regionais, como o peão, o gaúcho, as frutas típicas do Brasil; quadros mostrando a riqueza da natureza, e também a arte sacra, com imagens de Jesus Ressuscitado, a face de Cristo, Jesus orando no Horto das Oliveiras, Jesus Misericordioso, Sagrado Coração de Maria, enfim, várias artes relatando a religiosidade do pintor e do povo cristão. O trabalho artesanal confeccionado pela sra. Ivete é um trabalho diferente para os costumes da cidade, pedaços de vidro montando artes abstratas e não abstratas em porta retratos, espelhos, porta-jóias, tampão de uma mesa de máquina de costura antiga, cestos, enfim. Conforme a sra. Maria Júlia Boese Ferreira, coordenadora do Centro de Artes, a exposição em si foi bem apreciada, ao qual muitas pessoas se interessaram em comprar algumas artes, Maria Julia também diz da oportunidade em se pensar em realizar um curso para ensinar a criar a arte em vidro, ministrada pela sra. Ivete Bohaczuk. Ainda com a palavra, relata que ao conversar com Pe. Kristo, comentou que ao iniciar a exposição, ele não queria o nome “Arte Sacra”, mas sim “Espelho da Arte”, assim, para que cada pessoa faça uma reflexão de cada quadro, retomando a história, sonho e cotidiano.
Agradecemos à todos que de uma forma ou de outra se tornaram parceiros para a realização deste evento.
Escrito por:
Priscielem Baia Proche.

Clique aqui para ver os quadros